No mês das mães, Mulheres no Armazém!

Miltinho Edilberto foi a bola da vez no mês passado lá no Armazém Mineiro, em Embu das Artes. Um lindo show, uma casa lotada e a canja do Cícero Gonçalves deram um toque mais do que violeiro para o evento. E é melhor você escolher logo sua cachaça, porque a coisa só tá esquentando.

Na onda dos “emes”, de Miltinho, para este mês de maio, eles vêm mesmo é em dose dupla, ou em quádruplos. A primeira conta dos “emes” chega na voz de Maria Martha, no dia 10, bem na antecedência do dias das mães. Já a segunda conta vem lá pro fim do mês, dia 24, com Miriam Miráh para elevar os “emes” à quarta potência, ou à quinta, se pensarmos em Mira Ira, na programação da dama, com certeza.

É, está mesmo imperdível o Armazém Mineiro neste mês das mulheres, das noivas e das mães com Maria Martha e Miriam Miráh. Não percam e não esqueçam de fazer as reservas com antecedência. Giba da Viola dá o tom.

Maria Martha

Cantora de voz grave e dona de um dos mais belos timbres de nossa música, Maria Martha teve quatro músicas colocadas como temas de novelas de várias emissoras. Destaca-se "Flor Amorosa" e "Seresta". Seu primeiro disco teve arranjos do maestro Luiz Arruda Paes, e o segundo de César Camargo Mariano. Também gravou o álbum "Cantares Brasileiros" ao lado de Artur Moreira Lima, Rafael Rabelo, Léo Peracchi e Orquestra. Gravou Chico Buarque, Tom Jobim, Renato Teixeira, Edu Lobo, Ivan Lins, João Gilberto, Elton Medeiros, além de composições próprias vencedoras de vários festivais. Em janeiro de 2003 lançou seu CD "Simplesmente Maria Martha" onde exibe grandes compositores desconhecidos do público, criando lindas obras que merecem ser ouvidas. Traz as participações especiais das "Irmãs Galvão", de Lula Barbosa e uma música, obra rara, de autor desconhecido e letra do poeta Castro Alves (séc. XIX). A música "Lola" de Chico Buarque sempre foi um sonho de gravação para a cantora e só agora conseguiu registrar num CD sua interpretação belíssima, cheia de emoção. Enfim, como disse o crítico de música Mauro Dias: "...é um disco que traz pérolas que vão de "Lola" de Chico Buarque a "Sonhos de Valsa" de Carlos Henry e A.C. Maranhão. Belíssimo.”.


Miriam Miráh

Miriam Miráh trabalha com diversas tendências da música brasileira, e mantém vivo o som latino em sua arte. Depois de sua saída do Tarancón na década de 80, trabalhou seu som brasileiro, cujo resultado mais significativo é a canção Mira Ira (Lula Barbosa - Vanderlei de Castro), composta em sua homenagem, e que se eternizou na memória dos brasileiros. Na década de 90 especializou-se na mistura dos ritmos caribenhos e com os do Brasil, e em seguida gravou o CD "CUBA NAGÔ". A partir de 2000 voltou a fazer laços em trabalhos musicais com sua raiz sul-americana participando do Raíces de América, e também um outro trabalho com Lula Barbosa (compositor e intérprete)e Mário Lúcio Marques (saxofonista, arranjador e ex-Placa Luminosa) chamado Mira Ira — a Tribo, além de fazer dois repertórios em shows, um comemorativo de seus 30 anos de carreira e outro onde canta somente os compositores Silvio Rodriguez e Pablo Milanés.



Cachaçaria Armazém Mineiro

10.05.08, Maria Martha, às 21:30hs.
24.05.08, Miriam Miráh, às 21:30hs.

Rua N.Sra. do Rosário, 40 - Viela das Lavadeiras
Calçadão do Centro Histórico - Embu das Artes - SP
Reservas:(11)74996624 - Eliana, ou (11)8179-6876 - Giba



0 comentários:

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.