O João e o Virgulino - A saga continua.

Era a intenção de colocar a letra de Bicharia logo após o "post" de ontem. A blogosfera tem razões que a própria razão desconhece e, caipira assumido e com conhecimentos ainda precários de internetês, não vou procurar entender as razões.
A nossa Editora Chefe não recomenda, no seu Manual Interno, esse "tipo arranjo" mas, tem sempre um mas, aproveito de sua fase alto astral entre os louros de suas premiações e o moreno do amor, e ouvir a bronca no futuro que, "por sinal a Deus pertence" (frase feita, o que ela detesta).


Bicharia, do Chico, do musical Saltimbancos.

Au, au, au. Hi-ho hi-ho

Miau, miau, miau. Cocorocó.

O animal é tão bacana
Mas também não é nenhum banana.
Quando a porca torce o rabo
Pode ser o diabo
E ora vejam só.
Era uma vez
(E é ainda)
certo país
(E é ainda)
Onde os animais
Eram tratados como bestas
(São ainda, são ainda)
Tinha um barão
(Tem ainda)
Espertalhão
(Tem ainda)
Nunca trabalhava
E então achava a vida linda
(E acha ainda, e acha ainda)
O animal é paciente
Mas também não é nenhum demente
Quando o homem exagera
Bicho vira fera
E ora vejam só.
Puxa, jumento(Só puxava)
Choca galinha
(Só chocava)
Rápido, cachorro
Guarda a casa, corre e volta
(Só corria, só voltava).
Mas chega um dia
(Chega um dia)
Que o bicho chia
(Bicho chia)
Bota pra quebrar
E eu quero ver quem paga o pato
Pois vai ser um saco de gatos
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.



1 comentários:

  1. Joca disse...:

    Em apoio a campanha Fica João, Fica Virgulino, me lembrei do famoso Coco da Bicharada, do Nóbrega!

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.