A fogueira do Bar do Frango


As  primeiras postagens do Ser Tão Paulistano já "falavam" de um reduto da cultura e da musica brasileira de verdade aqui pelos lados de Sampa. Fora dos bairros tradicionais de bares, teatros ou pontos culturais, lá pelas bandas da Zona Leste no velho e bom Parque São Lucas. O Bar do Frango continua sendo o reduto na mais perfeita tradição dos dicionarios: s.m. pequena obra de fortificação isolada; espaço fechado; recinto demarcado; ponto de concentração. Então: é uma pequena casa de fortificação isolada com poucas mesas, muita alegria e amigos; espaço fechado para a falsa musica brasileira e aberto para a verdadeira; recinto demarcado pelo bom gosto musical e ponto de concentração e irradiação de cultura.

Recentemente por lá se apresentaram os cantadores da mais fina estirpe e tradição: Walter Lajes, das terras baianas de Vitória da Conquista e Paulinho Matricó das bandas pernambucanas de Tapira. Galba e Pedro Antonio, do grupo Mina das Minas, dos rincões mineiros de Guarda Mor e das boas influências do Clube da Esquina. Para fins de julho ou começo de agosto o grande Antonio Pereira, de Manaus.

A musica independe de agenda, de convidados ou de "uma atração" e os musicos estão sempre dando uma "passadinha" para cumprimentar os amigos e, como diz o ditado, entrar na igreja e não rezar é pecado, a ausência da reza e compensada pela cantoria.

No último domingo do mes, neste ano completando treze anos, acontece o Sarau do Bar do Frango, oportunidade para as pessoas mostrarem suas poesias, cronicas, cantos e corais. 

Mantendo  a tradição e a agenda anual o Tatau anuncia e convida para este sábado, sete de julho para a Fogueira do Bar do Frango. Uma julina e genuina fogueira. Já confirmaram presença a Cláudia Teixeira, irmã da Kátya Teixeira, os professores Sueli e André e o escritor e poeta Joca Ramiro.

Participante do Sarau. 


O Bar do Frango fica logo ali, na Avenida São Lucas, 479 – Parque São Lucas, próximo a Igreja São Filipe de Neri. Altura do nº 2.300 da Av do Oratório ou Av. Anhaia Melo, 5.000. Nada de cobrança de consumação mínima, couvert artistico ou entrada.
  



3 comentários:

  1. Joca disse...:

    Zé Maria, guru e memorialista do Sertão paulistano. O Bar do Frango é mesmo um reduto, uma fortificação e sua fama já é internacional. Walter Lajes, Matricó e Pedro Antonio mais Galba, lavaram nossa alma. E Antonio Pereira quando por lá reaparecer, será acontecimento para ser louvado mundo afora!

    Ah, mas o "poeta" Joca Ramiro, desapareceu, sumiu! É como se diz: cada macaco no seu galho! Deixemos a poesia pra quem é do ramo! Grande abraço!

  1. Satisfação, Zé, te ver na platéia do Sr.Brasil na bela expectativa dos
    acordes Katxerês. Estive aí em janeiro na apresentação do bruxo Elomar, sem sucesso de te ver e celebrar o cancioneiro brasileiro num brinde no Bar do Frango. Na próxima, que não se demora, entro em contato contigo.Abraço aroxado.
    Cleide Lima/Recife

  1. José Maria disse...:

    Cleide Lima !!!! estive lá para para ver a Musa Maior sob a proteção discreta e eficiente do valente Joca Ramiro, alguma cadeiras dali. Não precisa de motivação maior para vir a São Paulo. Peça os préstimos do incomparavel e mitológico Murzelo Alazão. Grande beijo

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.