Churros do Toninho (por Catito)

Teve uma vez, e depois várias outras, em que o Rui, com seu vozerão, começou alardear para os presentes no Café Fubá, no final do show do Oswaldinho e da Marisa, que logo mais passariam as vans para levar todos à missa do calvário e também para comermos o churros do Toninho, na Moóca. Dizia que era muito antigo e tal. Alguns conheciam e outros, como eu e minha esposa, não. E lá vamos nós, Rua Ana Nery 282, quase 5:00 da manhã. Lugar pequeno, cheio de gente na porta, que o Toninho, um espanhol velho, faz funcionar somente aos fins de semana, das 3 às 11 da matina, a mais de 50 anos. Um tacho e uma máquina manual fazem churros para se comer ali, no balcão, com açúcar e canela, café ou chocolate quente. Uma delícia! Vai gente jovem depois da balada, velhinhos baladeiros como nós, alguns notivagos perdidos e, às 6 já começam chegar aqueles que vão buscar o café da manhã. Se a casa, no ínicio, servia aos funcionários das industrias da Av. do Estado e suas travessas próximas, hoje serve turistas e a turma que dorme tarde na Capital que não dorme.



6 comentários:

  1. Joca disse...:

    Pois óia só qui coisa essa São P- Sampa para os íntimos! - é uma coisa surpreendente, por mais que a gente pense que a conhece! Cidade cosmopolita, fashion, um monte de condomínios chamados Garden Disso ou Daquilo, Paradise et. e tal, monte de estrangerismos que me fazem corar de vergonha... Mas também a cidade provinciana, do leiteiro, da lavadeira que entrega a roupa passada enrolada cuidadosamente num lençol, do vendeiro que vende fiado (claro que ele não espalha que vende, isso é só pros amigos), do vendedor de churros, persiste. Deu até uma vontade de ir lá no Toninho experimentar esse churro...

  1. Carlos Henrique disse...:

    Ô Joca, amigo do Zé Maria é meu amigo, e porque não marca, vamos todos é muito bom. Abraços Catito

  1. Joca disse...:

    Catito: mas a gente vai si topá horas dessas. A gente combina ali pelo Largo do Café, quem sabe no Lua Nova, de Mestre Vidal França. Eu saio da toca e proseamo um bocado!

  1. José Maria disse...:

    Ô Carlos Henrique, ops Catito, ô Joca, eu e a Fernanda estamos criando a nossa "Viradinha Cultural" (não necessáriamente 24 horas)e o Churro do Toninho faz parte das atividades. Estou aqui propondo o tema a ela: "Quem quiser que nos acompanhe". Saude e disposição a todos.

  1. Gibadaviola disse...:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  1. Gibadaviola disse...:

    Zé Maria, "num" se esqueça deste compadre também na viradinha cultural....certo "o mêu"...

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.