TERÇAS POÉTICAS

O projeto Terças Poéticas, que já existe há três anos, é uma parceria da Fundação Clóvis Salgado e Suplemento Literário de Minas Gerais.

Além de trazer nomes conhecidos da poesia brasileira, o projeto dá destaque também a autores não tão conhecidos do interior de Minas Gerais e também de outros Estados. É uma boa oportunidade para conhecer novos nomes da literatura nacional.


Sempre cruzando linguagens, participaram do Terças Poéticas: Iacyr Anderson de Freitas, Fernando Fábio Fiorese Furtado e Prisca Agustoni (Juiz de Fora), Osvaldo André de Melo (Divinópolis), Narciso Durães (Salinas), Aroldo Pereira (Montes Claros), Adolfo Maurício Pereira (Cruzília), Sebastião Nunes (Sabará), Romério Rômulo e Guiomar de Grammont (Ouro Preto), Bruna Piantino (Betim), Wagner Moreira, Adriana Versiani, Babilak Bah, Ronaldo Zenha, Alécio Cunha, Murilo Antunes, Gilberto de Abreu, Ana Elisa Ribeiro, Vera Casa Nova, Rogério Zola Santiago, Waldemar Euzébio Pereira, Vírus Mundanus e também poetas de outros estados: Fabrício Carpinejar (RS), Antonio Cícero, Guilherme Zarvos, Brunto Cattoni e Artur Gomes (RJ). Luiz de Aquino, de Goiás, Ricardo Corona e Zeca Leitem (PR). Claudio Daniel (SP), Floriano Martins (CE) e Odete Costa Semedo, de Guiné-Bissau.

As homenagens contemplaram importantes nomes da literatura como Emílio Moura, Adão Ventura, Rosário Fusco, Dantas Mota, Lúcio Cardoso, Bueno de Rivera, Al Berto, Florbela Espanca, Mário de Sá Carneiro, Rainer Maria Rilke. Esses e muitos outros poetas estão transformando os jardins internos do Palácio das Artes um espaço aberto à poesia de todos os nomes e sentidos.

Onde: Palácio das Artes. Avenida Afonso Pena, 1537, Centro. Belo Horizonte.
Quando: Semanalmente, às terças-feiras, a partir das 19 horas.
http://www.palaciodasartes.com.br/

INTERIOR - UBERABA



PRÓXIMO TERÇAS POÉTICAS (BH)
Em 2 de setembro, o Terças Poéticas apresenta o português Melo e Castro e uma homenagem a Helton Gonçalves de Souza.



2 comentários:

  1. joca disse...:

    Salve Comadre Iara:
    Ah, pena ocê não poder participar do Sarau do Embú! Mas, pe como se diz"Pena a gente não poder estar por toda parte.. Como o sertão..."

  1. iara disse...:

    Ei, Joca!
    Pena demais sesse só um e num sesse 100, pra vê tudo junto as beleza desse mundão sem portera. Êh, pena que me dá, mas num posso desanimá.
    Vamo e vamo!

    Beijo procê, Compadre!

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.