O segredo do Gérson

Nas andanças por estas terras, ou asfaltos, paulistanos ficamos íntimo das alegrias e dos dramas, das vitórias e das derrotas das pessoas. É impossível deixar de ouvir as conversas até porque é melhor ouvir do que ser surdo, receita o antigo "dito" popular e muitas vezes falam alto, acostumadas ao barulho da cidade, fones nos ouvido, televisão, aparelhos de som em alto volume. Nos balcões, pontos de onibus, dentro deles e, a depender do tempo que o onibus fica parado no trânsito, suficiente para uma verdadeira novela das oito.

Dia desses um dos assuntos em pauta, durante o percurso do onibus 669-Terminal Santo Amaro, versava sobre qual seria o segredo do Gerson e de início imaginei ser um amigo pessoal das duas jovens senhoras tal a familiaridade com que citavam o hitchcockiano personagem. Fiquei mais atento quando duas outras em pé no corredor entraram na conversa com a mesma familiaridade. Quando ouvi o nome do "discutido" lembrei logo do grande craque Gérson, tri-campeão mundial, que ficou mais conhecido como criador da Lei do Gerson, a de levar vantagem em tudo. Gerson fez comercial de cigarros em que dizia que levar vantagem quem escolhesse a tal marca. Dizem os seus biógrafos que ele se arrepende até hoje deste comercial. Lembrei-me também do meu amigo Gérson, lá das bandas de Paraguaçu Paulista, que valoriza as notas de dinheiro pela cor. Entre uma decinco reais e uma de cem prefere a de cinco. Em uma oportunidade rasgou, no sentido de cortar ao meio, uma nota de cem dizendo que era falsa. Quem é louco não rasga dinheiro, sei lá.

No onibus o clima era de apostas e as opiniões eram que o Gerson pode ser um pedófilo, um assassino que guarda as fotos das pessoas mortas, um colecionador de fotos pornográficas e filmes ídem, agente secreto, um gay. Fiquei sabendo que guarda o segredo em um computador e que quase bateu na mulher quando ela, depois da lua de mel, resolveu fazer uma arrumação no quarto. O Gerson, o jogador e depois comentarista de futebol, não passava esta imagem de truculência e segredos terríveis, penso eu, e seria uma jogada de marketing para um novo comercial. Prestes a pagar o maior mico, queria saber o que estava acontendo, fui salvo por um mais apressado que perguntou que negócio é esse de segredo. Livrei-me por pouco de ser "fuzilado" por olhares superiores e ao mesmo tempo benevolentes. Uma delas explicou a ele, e a mim indiretamente, que Gérson é da novela das oito que tem um segredo que só será desfeito no final.


Julgava-me ser relativamente bem informado e estou revendo os meus conceitos e as formas de melhor se informar. Vejo chamadas em capas das revistas: Luan, a nova paixão nacional; Fiuk canta e encanta o Brasil. Outras trazem fotos e nomes de ex bbbs, mulheres frutas e eu completamente alienado. Anos passados, muitos, havia a revista Manchete que em uma edição cinha na capa um casal de noivos e a chamada: "o casamento que emocionou o país". Ela era apresentadora da TV Manchete e ele presidente do Comitê Olimpico, ainda hoje está no comando. Que país é este que se emocionou cara pálida? e as Manchetes, televisão e revista, na época já estavam em decadência.

Estou tranquilo, não vou mudar os meus conceitos, tenho a mais consciente certeza que sou mais bem informado e nada alienado. Afinal conheço a cantora Kátya Teixeira, a escritora Fernanda de Aragão e muitos mais, muitos.



5 comentários:

  1. Joca disse...:

    ô, Zé!
    quando voce falou em Gerson, pensei no Camata, o senador, casado com a então Musa do Congresso, a Rita, mesmo sendo feio que dói!

    Pois é, estamos num mesmo barco, talvez sejamos mesmo alienados! Mas, quem conhece katya Teixeira conhece, se não o mundo inteiro, mas um verdadeiro mundo que a moça carrega dentro de si, mundo da cultura lusitana, a mesma que um dia descobriu novos mundos.
    Katyta continua essa saga de descobertas!
    Abraços!

  1. Joca disse...:

    ô, Zé!
    quando voce falou em Gerson, pensei no Camata, o senador, casado com a então Musa do Congresso, a Rita, mesmo sendo feio que dói!

    Pois é, estamos num mesmo barco, talvez sejamos mesmo alienados! Mas, quem conhece katya Teixeira conhece, se não o mundo inteiro, mas um verdadeiro mundo que a moça carrega dentro de si, mundo da cultura lusitana, a mesma que um dia descobriu novos mundos.
    Katyta continua essa saga de descobertas!
    Abraços!

  1. José Maria disse...:

    Seu Joca, o que percebi foi que você também não conhece a escritora Fernanda de Aragão.

  1. joca disse...:

    OXI!
    O mundo conhece Fernanda Aragão!
    Minha Comadre Iara, lá das Minas, vai é n lançar o livro dela por lá!

    Inté já!

  1. Vivian disse...:

    José Maria, a edição da revista Manchete a que você se refere é a de número 2400, de 4 de abril de 1998. E o casal de noivos trata-se de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, e a jornalista Márcia Peltier, que se uniram em 27 de março daquele ano numa linda festa realizada no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.