Oito de Dezembro: é o aniversário da Avenida Paulista.

Até para um caipira lá das bandas do interior o primeiro encontro com a Avenida Paulista é para não esquecer jamais. Foi amor à primeira vista, é "lugar comum" eu sei, e detestado pela nossa Editora Chefe Fernanda de Aragão e o que não é pouca coisa não. O bem querer que a cada caminhada por lá mais aumenta, mais deixa o velho caipira sempre feliz e emocionado.

Com cento e vinte anos nesta data querida a Avenida Paulista continua sendo a mais querida e "usada" para manifestações de alegria, das conquistas do futebol à eleição do primeiro presidente operário; de passeatas de reinvidicação salarial, politicas, direitos civís.

Na Avenida Paulista está o Museu de Arte Moderna, diversos centros culturais, cinemas, a sede da maior federação de empresários do país, sede dos grandes bancos, igrejas, hospitais. O Parque Trianon, preservado com a vegetação e arvores centenárias, é o ar puro da Mata Atlantica que purifica o ambiente das "fumaças" dos quatro mil e duzentos carros, dos mil e duzentos ônibus que por ali passam nos horários de pico.

Os cinco mil moradores da Avenida Paulista e o um milhão e meio de pessoas que todos os dias por ali circulam agradecem.



Era o ano de 1891


Dezembro de 2011


Ainda o Dezembro 2011


O Masp

O Parque Trianon



5 comentários:

  1. Joca disse...:

    Nada como a homenagem à mais querida e paulistas das Avenidas que o nosso memorialista oficial, José Maria de Oliveira, meu e nosso amigo Zé - que nome mais paulista e brasileiro!
    Uma das coisas que mais gosto de fazer quando estou a vadiar é percorrer a Paulista de ponta a ponta, procurando ver as novidades da Fnac, da livraria Cultura, do MASP, do Centro Cultural FIESP, tomar um café ou uma cerveja num dos inúmeros points do lugar...

    Joca

  1. José Maria disse...:

    Joca Ramiro, e no último domingo do mes e do ano há a possibilidade de repetição da tarde "familiar" com desconhecidos que que se assentaram na mesa do bar da Paulista no final do ano passado. Se estiver a vadiar de uma olhada para as mesas e de repente acontece o encontro mágico de pessoas de diferentes lugares.
    Grande abraço

  1. Anônimo disse...:

    É zé, tbém me encantei com a paulista, até porque ela é todo este magnetismo e mais alguma coisa. Foram 15anos quase 10hs por dia lá. muita saudade. Que me desculpe caetano, qdo cruzei a ipiranga com a são joão não foi tão emocionante tanto qto
    BARBA

  1. José Maria disse...:

    Velho e bom Barba, você foi um frequentador diário da Paulista e concordo que não há outra igual em Sampa.
    Grande abraço

  1. Atenção ! Com todo respeito à comemoração de 120 anos, mas na verdade, a avenida Paulista tem mais de dez mil anos, isto tem que ser dito, esta rua recebemos "pronta" dos índios do Brasil ( Tamoios, Tupiniquins, Carijós e muitas outras tribos que passavam por este largo caminho. As ruas das aldeias eram bem largas, os índios do Brasil organizavam suas ruas e cidade diferente dos europeus. Para comprovar visitem a cidade de Trancoso na Bahia e poderão confirmar o que digo. SALVE IS ÍNDIOS DO BRASIL !
    

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.