Ainda as "gentes diferenciadas".

O povo, ou melhor, os moradores do bairro de Higienópolis continuam a se surpreender com o, agora sim povo, do outro lado. Recentemente eles protestaram contra a possível construção de uma estação de metrô em seus domínios. Uma quatrocentona moradora declarou: "Eu não uso metrô e não usaria. Isso vai acabar com a tradição do bairro. Você já viu o tipo de gente que fica ao redor das estações do metrô?,drogados, mendigos, uma gente diferenciada". Outro que: "Higienópolis correria o risco de ver um aumento de ocorrências indesejáveis, além da transformação da região num camelódromo".

Na época foi organizado em uma tarde de sábado o Churrascão da Gente Diferenciada, com centenas de pessoas na avenida Angélica fazendo churrasco, ouvindo musica com som portátil e outras "aberrações" dos diferenciados. A estação vai ser construida.

Recentemente foi inaugurada a Linha Amarela que, por enquanto, vai da Luz até o Butantã e no futuro até Vila Sonia, passando pelos lados do Morumbi. Por sinal o povo, ou melhor, também, moradores do Morumbi estão protestando e já entraram na justiça contra a instalação da linha 17 que sairá da estação Jabaquara até a futura estação Morumbi da linha amarela. Esta faz o que antes se chamava baldeação e hoje é chamada de transferência entre as linhas Verde, Vila Madalena-Vila Prudente e a Vermelha, Jabaquara-Tucuruvi. As inaugurações serviram para "desafogar" as estações Sé e Paraiso que dividiram os passageiros com a recém inaugurada estação Paulista. Dizem que de cabeça de juiz nunca é possível saber o que pode sair e de cabeça de técnico do Metrô é o mesmo. A estação Paulista fica na rua da Consolação e a estação Consolação fica na avenida Paulista.

A relativa proximidade de Higienópolis com a estação Paulista, que faz baldeação, ou transferência, com a linha Verde, chamou a atenção de um morador que foi conhecer os serviços do metrô, os trens coreanos super modernos, automatizados e sem necessidade de motorneiro. Como o bom e autêntico passageiro de primeira viagem ficou chocado: "Parece saída de show de rock. A linha foi recém-inaugurada e já precisa construir mais duas. Estou curioso para saber como as pessoas faziam antes." A descoberta de um novo mundo, na maior cidade do Brasil e na mais famosa avenida de São Paulo. "Estou curioso para saber como as pessoas faziam antes." Em que mundo será que ele vive ou vivia até chegar a esta duvida existencial?. Quero dizer a ele que centenas daquelas pessoas faziam antes, e continuam fazendo, percursos de onibus, trem e metrô e muitos ficando até tres horas no transporte coletivo. E estas mesmas pessoas que cuidam dos seus filhos, da limpeza da sua casa e da sua segurança.

Qual será a próxima "descoberta" e quando a gente diferenciada de Higienópolis vai mais uma vez nos surpreender?.



1 comentários:

  1. Joca disse...:

    Amigo Zé:
    Bem a propósito esse tema, bem ao gosto e interesse de todos nós, especialmente de nossas centenas de leitores (centenas, sim, pois temos mais de uma centena de fiéis seguidores! Se temos de "uma centena", então podemos usar o plural, certo?).
    O que essa "gente diferenciada quatrocentona" parece esquecer é a noção de espaço público, consequentemente de cidadania! Eles/elas vivem numa cidade, que é de todos e todas; e que a "tradição" desta cidade é a hospitalidade, a cordialidade; mas , antes de qualquer outra discussão, todos temos - diferenciados ou não - de ter a noção básica de que a rua é espaço coletivo...

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.