A fogueira do Bar do Frango: usufruindo das festividades juninas sem cair no senso comum.

Por Soninha Gomes 
                                                                                   
Para quem ama as coisas do Sertão brasileiro, esta época do ano costuma ser bastante prazerosa. Isto porque aqueles costumes que por nós são valorizados durante todo o ano, mas que recebem pouco destaque da mídia oficial em outras épocas, no mês de junho passam a abrilhantar a maioria das festividades da cidade. É a época das festas juninas. Nos colégios de nossos filhos, nos ambientes de trabalho, nas ruas do bairro, nas quermesses das igrejas, enfim, em todas as festividades urbanas, vamos encontrar coisas do Sertão, como aquelas bandeirinhas coloridas, as comidas e bebidas típicas, os chapéus, as vestimentas e, claro, as “modas de viola” que tanto apreciamos. Claro que nada é tão perfeito assim, já que nem tudo o que se vê em tais festividades é a autêntica tradição brasileira. Muitas vezes, numa festinha junina de clube ou de escola, corremos, sim, o risco de nos deparar com o verdadeiro simulacro da música regional brasileira: o chamado “sertanejo-country”, este sim bastante festejado pela mídia e grandes gravadoras. Mas é claro que não vamos deixar que essa confusão entre nossas verdadeiras raízes e a cultura pré-fabricada em série para o consumo em larga escala possa limitar nossa imensa satisfação em usufruir dessa época do ano que tanto apreciamos. Se procurarmos bem, encontraremos lugares aconchegantes para tomarmos nosso quentãozinho, sem o perigo de sermos surpreendidos por música de baixa qualidade a ferir nossos ouvidos.
Além dos tradicionais shows e festas juninas nas casas de cultura de qualidade da cidade, com certeza nos sentiremos bastante à vontade numa localidade bastante aconchegante encravada na zona leste de São Paulo e que posso afirmar ser bastante apreciada pelos criadores deste blogue: o Bar do Frango. Por serem festas populares que valorizam as tradições brasileiras, em especial aquelas que se referem à cultura do nosso sertão, as festas juninas se coadunam perfeitamente ao contexto deste bar, lugar afeito a violeiros, música regional e cultura popular. E, claro, o Bar do Frango oferece música de qualidade aos seus frequentadores durante o ano todo. No entanto, nesta época em especial ele parece tornar-se mesmo o espaço ideal para aqueles que apreciam as festividades juninas, sem se deixar levar pela mesmice do lugar comum. Assim, penso que “a tradicional fogueira do Frango”, realizada há muitos anos no local, pode ser uma opção bastante interessante para os habitantes do “Sertão Paulistano”, ou seja, aqueles seres que, embora, totalmente inseridos no contexto urbano da grande cidade, não deixam de amar as verdadeiras coisas do Sertão. A fogueira do Frango se realizará no sábado, dia 22 de junho, a partir das 21 horas, com entrada franca. Diferentemente dos anos anteriores, em que a fogueira acontecia na praça em frente ao bar, neste ano ela será montada no próprio espaço interno, ao lado do Bar, ou seja, no "quintal do Frango"! O Bar do Frango fica na Avenida São Lucas, 479, Parque São Lucas, São Paulo 


A paulistana Soninha Gomes é bacharel em Direito e mestre em Filosofia Política. Além de ser funcionária pública, realiza, nas suas horas de lazer, a divulgação dos eventos realizados no “Bar do Frango”, interessante espaço cultural localizado na zona leste de São Paulo, participando, inclusive, da organização de alguns eventos que lá se realizam. Quando sobra um tempinho, produz, de forma despretensiosa, textos que manifestam sua visão de mundo, como esse que acaba de concluir



0 comentários:

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.