Morro do Querosene


Depois de me encantar com essas músicas de violas e violões de 12 cordas, e conviver com a turma do Café Fubá, que são, por assim dizer, musicais: eles vão onde houver música e onde houver um cantador, estarão todos lá.

Eu e minha mulher éramos novos na turma e eles sempre nos carregavam para qualquer evento. Um dia o Oswaldinho e a Marisa Viana, o Rui e a Sandra, o Yoshi e a Jane nos convidam para ir até o Morro do Querosene (????). Que diabo será isso? Pergunto e eles explicam que é uma festa do Boi do Maranhão (???), organizada pelo Grupo Cupuaçu de Tião Carvalho . Minha cultura musical é pessima. Já ouvi falar de Boi Bumbá, Boi da Cara Preta, mas Boi do Maranhão? Então lá vamos nós num domingo, fim de tarde, ao tal Morro do Querosene, primeira travessa do ínicio da Rodovia Raposo Tavares, sobe à direita, lá em cima à esquerda, chegamos em uma praça e a festa estava lá: barraquinha com tapioca, cachorro quente, milho, muita cerveja e batidas, artesanatos, enfim, de tudo um pouco. Muita gente, uns bicho-grilos, jovens da USP, que é ali perto. Até aí, tudo bom, mas cadê o Boi do Maranhão? Começa um movimento, umas pessoas fantasiadas com uns pandeiros enormes e uma fantasia de Boi, era ele o Boi do Maranhão, uma festa linda com fogueira, muita alegria e uma tradição imensa, que essa comunidade do Morro do Querosene procura não deixar morrer, mesmo aqui em São Paulo, contado por membros da comunidades. Nesta praça residem muitos moradores do Maranhão e tentam preservar suas origens.


Nos meus mais de 50 anos nunca tinha ouvido falar, mas valeu a pena ter conhecido o Morro do Querosene.

Catito
____________________________
Festa do Morro do Querosene: Três vezes por ano, no bairro do Butantã, na zona oeste da cidade, acontece a festa do Morro do Querosene. Versão paulistana das toadas do Bumba-meu-boi, ela existe há dez anos. no Sábado de Aleluia (véspera da Páscoa), acontece o Renascer do Boi. No dia 24 de junho se comemora o Batizado do Boi e em 23 de outubro a Morte do Boi. Participam da festa, além dos paulistanos, imigrantes do Maranhão e de Minas Gerais



6 comentários:

  1. Joca disse...:

    Já tinha ouvido falar em Tião Carvalho, mas não fazia idéia de sua grandeza, até vê-lo no Bar Lua Nova, no show em homenagem a João Bá. Ele é simplesmente um dos maiores talentos da música brasileira, sem exagero. E o Morro do Querosene, já está se tornando mítico. Miltinho Edilberto, no seu primeiro CD, o Viola que fala, já faz referencias a ele....

  1. Grande Joca, sabe tudo esse menino, já falei para o Zè Maria e a Fernandinha que precisamos nos ver. Bjs Catito

  1. Joca disse...:

    Catito, Zé, Fernandinha: a gente vai se ver logo e já! Um cadiquin de tempo só e nos veremos, no comecim de agosto!

  1. Fernanda disse...:

    Joca... é uma via de mão dupla, hein? No comecinho de agosto? De Deus??? Ai ai ai meu boi-bumbá... será que eu dô trela proceis? Beijos

  1. Fernanda disse...:

    Ah, eu nunca fui nesta festa não... mas fiquei com muita vontade... fica posto na agenda, né, Catito, oceis tudo pode me levá lá. Bjs

  1. Gente, esse ano, a de junho será que dia?
    Grato!
    carlos.

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.