"...êsse Centrão-Sertão, Ser-tão Centrão de dentro de mim..." II

Um outro olhar do presente. (por Fernanda de Aragão)

"Olha só que presente lindo, veja se você não concorda comigo: hoje eu fui lá pro centrão, ver minhas coisinhas e, claro, curtir um pouco, tomar minha cervejinha. Estava nessa quando avisto, lá no meio do Largo do Café um homem cego com sua bengala. Eu fiquei pensando no porque ele estava lá, parado, que talvez ele estivesse precisando de ajuda ou coisa parecida, talvez ele quisesse ir para algum lugar e talvez não soubesse como. Ou nada disso, conclui depois. Mas olha só, veja se não é mesmo um belo presente. Do outro lado, levando sua bengalinha de um lado para o outro, na tentativa de evitar qualquer esbarrão, uma moça cega ia com passos tímidos. Caminhava ligeira, bem na direção do homem com sua bengala. E eu já estava imaginando o esbarrão, o encontrão e o desastre que seria aquele choque. Só que, antes de acontecer isso tudo que pensei, ela parou, deu um toquinho com a bengala. Então ele sorriu, respondeu com outro toquinho de bengala, deram as mãos e saíram namorando pela São Bento. Agora me diz, não é um presente lindo esse?”.



0 comentários:

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.