Do Sagrado ao Profano



Fomos conferir a gravação do DVD do violeiro, cancioneiro, amigo do Ser-tão Paulistano e de toda a gente, Victor Batista.

Quem o conhece sabe que não é somente um artista de méritos incontestes, de voz marcante: é pesquisador arrojado, que mergulha na arte popular e sempre consegue resgatar uma sonoridade nova e vibrante, que junta ao seu alforje, já recheado de preciosidades.


Ouvir Victor Batista é garantia de vislumbrar novas possiblidades do rico universo da cultura popular, fonte inesgotável, mas que exige denodo e sobretudo, talento. Todos que passeiam pelas trilhas desse Ser-Tão Paulistano sabe do que estamos a falar e escrever: Victor não é somente um “artista”, tal como se habitua a denominar àqueles que cantam versos e constroem harmonias instrumentais melodiosas: é tenaz agitador cultural, que bebe de várias fontes e tem o raro dom da comunicação, sensivel interprete, ponte entre o sertão e a cidade: ao contato com sua verve, nos damos conta de que as culturas desses mundo – rural e urbano - não se opõem, ao contrário, podem se juntar, existem imperceptíveis ligações e se olharmos dentro de nós, notaremos elementos comuns – está aí a Editora Chefa, moça dita urbana, e que percebe ressoar dentro de si, a origem comum. E a Arte, assim, se torna veiculo, através do qual, exercitamos nossa sensibilidade.


Ouvir Victor e os parceiros Galba, Ricardo Zohyo e Rômulo Alburquerque a nos guiar na viagem encantada por ritmos e sons do interior de São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Mato Grosso, África e mesmo uma parada rápida numa bodega venezuelana – onde resgata um canto tradicional - sentimos que somos parte, todos, da mesma terra hermana! Sim, “nós podemos” dar as mãos e abraçar a Madre Gaia, a Mãe Terra que nos acolhe em seu seio prodigioso!







Victor Batista junta-se à magnífica trupe de artistas populares genuínos, a Katya Teixeira “katchere”, Vital Farias, Antonio Pereira, Dércio Marques, Elomar, Vidal França, Graziela, Dani Lasalvia, Índio Cachoeira, etc. tantos e tantos outros que singram por sertão e mar, campos, cerrados, vilas e cidades de nossa terra!

Alvíssaras! Que venha logo à publico a edição do DVD “Do Sagrado ao Profano”, com Victor Batista & Banda, a conferir, com garantia de origem, como se diz nas modernas técnicas de marketing, que o “guru” Zé Maria e a editora-chefa-escritora-premiada Fernanda, sempre antenados nas mudernage, estão implantando na redação desse Ser-tão Paulistano!

SERVIÇO: Do Sagrado ao Profano é um projeto piloto levado a cabo pelo Teatro da Vila, espaço cultural localizado na Vila Madalena, Rua Jericó, 245. Para se chegar lá, é preciso conhecer um pouco da Trilha do Peabirú, o caminho ancestral dos primevos habitantes dessas terras brasileiras: as ruazinhas cheias de curvas fizeram meu cavalo, garboso Murzelo Alazão, se atrapalhar e ficar girando em círculos, mas entidades benfazejas nos guiaram e chegamos a tempo, sãos e salvos, ao aprazível lugar e fomos muito recompensados por isso.



2 comentários:

  1. José Maria disse...:

    Salve Joca Ramiro,

    Sem nenhum exagero de comparação, e com as devidas diferenças temporais, ao terminar o texto acho que você falou: "Canta". Perfeita a análise do trabalho do Victor. A Editora Chefe deve estar muito satisfeita.
    Grande abraço,

    Ah!. depois desta vou ficar de quarentena.

  1. Joca disse...:

    Eh, amigo Zé! Quer dizer que estou aprendendo direitinhos suas lições, não é? Estou indo bem?
    DIa 01 tem Pereira no Frango; dia 07/11 tem Katchere! Novembro vem com tudo, hein?
    Abraços!

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.