SÃO PAULO A PINCEL E NANQUIM

As metrópoles em geral se caracterizam pelo cosmopolitismo, a convivência natural entre diferentes povos e culturas, seja São Paulo, Nova Iorque, Berlin, Rio de Janeiro, Paris, Londres. Porém, em São Paulo, existe algo mais do que a convivência educada; os estrangeiros sentem-se literalmente em casa, são incorporados pela cidade e seus habitantes e ninguém olha atravessado para outro, seja por sua cor, sotaque, opção sexual, ideologia, credo religioso (tem, sim, as “gentes diferenciadas” que gostariam de viver num mundo segregado, porém, como vivemos e praticamos enquanto povo a democracia, os radicais preconceituosos são levados á base da galhofa. Que resposta, o chamado tapa com luva de pelica, o churrascão bas fonds em pleno coração chic et élégant?).

A cidade que é tão hospitaleira, está sempre a receber mimos e manifestações de carinho por parte de seus habitantes. Um rápido passeio pelo Centrão, onde tudo começou, e não por acaso é uma região linda, com seu mosaico de estilos – barroco, clássico, rococó, renascentista, gótico, colonial, etc., que faz o horror daqueles que buscam um estilo definido, porém, o encanto de quem busca um espaço no mundo onde todos possam viver em relativa harmonia: isto é ser-tão paulistano!




São muitos os artistas, paulistanos de raiz ou não, que se empenham em registrar artisticamente a impressão que lhes causa São Paulo. Na literatura, música, artes plásticas, cinema, são abundantes as referências que fazem de Sampa, a Musa. Nesta oportunidade, queremos registrar o trabalho, o esforço e a técnica sensível de Sakae Tokumoto, um autêntico “paulistano por adoção”, que retratou a Mooca antiga a pincel e nanquim. Assistam a filmagem desses desenhos, uma verdadeira poesia visual ao som do violonista Antônio Mineiro e fotos e filmagens de Adolfo Marra.


http://www.youtube.com/watch?v=im0GfYZgMuE&feature=youtu.be





"O pintor, obreiro em campo aberto, desvenda em si a Obra.
Entre muros, casas, ruas e árvores.
As mãos e olhares se alternam, permeiam lembranças.
Memórias e imaginações, breves reminicências. Antiga é a Mooca."




Nascido em Votorantim, filho de imigrantes agricultores japoneses, o Artista Plástico SAKAE TOKUMOTO,
veio para a capital aos 5 anos morar no bairro da Mooca. De família numerosa, era o mais novo dos irmãos.
Desde pequeno demonstra talento em artes visuais. Cursou Faculdade Belas Artes de São Paulo, e fez cursos com grandes mestres. Frequentador de Museus na década de 80 onde desenvolve o desenho e a pintura.
Participa de várias exposições coletivas e individuai; é retratista, cenógrafo e arte educador.
e-mail: sakaetk@terra.com.br





 



2 comentários:

  1. José Maria disse...:

    Joca Ramiro,:como diria o outro: acertastes em cheio. Sakae é um grande artista, sensibilidade e olhares como poucos. Merece, merece. Parabéns pela lembrança e a homenagem.

  1. Joca disse...:

    ...pequena lembrança para o grande Sakae!

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.