O Cantador e a Cantadeira: Cantorias.


"Hoje é sábado, amanhã é domingo
 Amanhã não gosta de ver ninguém bem
 Hoje é que é o dia do presente
 O dia é sábado.

 Impossível fugir a essa dura realidade
 Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
 Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
 Todos os maridos estão funcionando regularmente
 Todas as mulheres estão atentas
 Porque hoje é sábado."

Vinicius de Moraes


E porque é um "sábado gordo" com Kátya Teixeira e Deo Lopes, infelizmente em lugares diferentes e na mesma hora, que  é preciso de  "... bola de cristal, jogo de búzios, cartomante eu sempre perguntei o que será o amanhã?, como vai ser o meu destino?, já desfolhei o mal-me-quer..." e qualquer que for a escolha sei que "... vai chegando o amanhecer, leio a mensagem zodiacal  e o realejo diz que eu serei feliz, sempre feliz...". 

Nas palavras do poeta e escritor Joca Ramiro, titular absoluto aqui no Ser Tão Paulistano, das definitivas escritas descritivas dos nosssos artistas "teremos canto para todo canto no ser-tão! com a Kátya Teixeira que se situa no cenário da MPB atual como "independente" e nenhuma outra designação lhe cabe tão bem: sem ceder aos modismos, sem abrir mão daquilo que realmente acredita, ela segue uma trajetória coerente. Assim é Katya Teixeira, diferente e entretanto, na confluencia dos caminhos de nossa música brasileira. A música tocada e cantada por ela utiliza recursos da literatura, tradição oral, ritmos e harmonias variadas e recursos cênicos, favorecida por sua presença vibrante e marcante, entretanto, equilibrada e dosada nas danças e cirandas improvisadas, contagiando e convidando o público a participar. Juntando ao timbre peculiar de sua voz, faz surgir de toda essa mescla algo completamente novo e original, quiçá prodigalizando o sonho do professor Darci Ribeiro, que via no povo brasileiro o potencial de uma Nova Roma”.


A Kátya Teixeira se apresenta na Casa dos Cordéis, na cidade de Guarulhos, neste sábado dia 18 de agosto às 20 horas. 


Maiores informações sobre a Casa dos Cordéis, inclusive mapa.

Continua o Joca: "o  cantador Deo Lopes volta ao Bar do Frango, sábado, 18/08, a partir das 21 horas, entrada franca e de brinde a simpatia do Tatau e certeza de boa companhia, pois lá é lugar de gente bonita. E para culminar, a certeza  de estar participando da  história viva da musica brasileira.  Deo Lopes é daqueles artistas para ouvidos selecionados, por isso combina tão bem com o Bar do Frango, lugar para poucos privilegiados.  Há mais de três décadas, sua voz cristalina e inconfundível,  seu violão elegante, desfilam canções de amor, que falam da natureza, de esperança, de alegria. Desde 1998 mantém parceria com o Grupo Trem da Viração, do Vale da Paraíba, de forte sotaque regionalista, impregnado de elementos rítmicos e melódicos da  cultura popular -  catira, maxixe, batuque, pagode sertanejo, marchinha, congada, xote e baião – e alusões a personagens e fatos do passado e do presente na vida cabocla, como Zé Quintino, Zé Monteiro, Monteiro Lobato, Saci Pererê, a inigualável confusão provocada pelo “Ford Bigode”, o primeiro carro a chegar a cidade de Monteiro Lobato. Autor, entre outros, dos clássicos da musica chamada independente, “Canção Pra Porto Seguro” e “Eterno Menino”.

 


Neste sábado, dia dezoito de agosto, vinte e uma horas. O bar do Frango é logo ali na Zona Leste, avenida São Lucas, 479, travessa da Avenida do Oratório, altura do nº 2300 ou da avenida Anhaia Melo, altura do 5000. Sem couvert artístico.

Começamos com o Poetinha e encerramos com o filósofo Sérgio Turcão, que faz dupla com o outro filósofo Jica: "quem não puder ir, pelo menos compareça".



6 comentários:

  1. Joca disse...:

    ! São do melhor que hai!

  1. Anônimo disse...:

    Que maravilha!!! Eu se pudesse tb iria ver meu querido Déo Lopes,mas já que não dá pra estar em dois lugares fisicamente vou leva a canção dele comigo lá pra Guarulhos!!! E obrigada Joca, Zé Maria e Fernandinha que sempre dão luz as nossas aprontações... Bjkas
    Kátya

  1. José Maria disse...:

    Visita e comentário da Musa.... ah!! a vida é bela.

  1. Joca disse...:

    ..... de Ilhabela vem Deo! Katya avança pelas Chapadas e pela Pampa. Ser-tão em festa - o mar vira sertão, sertão vira mar! Folguedos sem limites nos bares, terreiros, veredas. Como diz o verso de Paulo Cesar Pinheiro: "samba de roda à beira do mar!". O Brasil resiste!

  1. Gilmar Leite disse...:

    Que maravilha encontrar um espaço com a alma sertaneja. Parabéns por viabilizar o mundo sertão, com suas maravilhas culturais
    Abraços
    Poeta Gilmar Leite
    ps: Se tiver um tempinho visite www.aguasdopajeu.blogspot.com

  1. José Maria disse...:

    Salve Poeta Gilmar Leite, obrigado pela visita e comentários. O Águas do Pajeu já é leitura obrigatória.
    Obrigado.

Postar um comentário

 
Ser-Tão Paulistano Copyright © 2010 - 2011 Template Oficial Versão 2 | Desenvolvido por Iago Melanias.